quarta-feira, 30 de julho de 2014

Um 25 de julho que nunca existiu

Martim Dreher, em entrevista para o Jornal NH diz que os imigrantes alemães foram os primeiros não-católicos do Brasil.
Além de ser uma afirmação errônea, é racista e não considera as manifestações religiosas não cristãs africanas e indígenas (já presentes aqui muito antes da chegada dos primeiros católicos) no Brasil.


Jornal NH - Dia do Colono


Dreher me deixou profundamente triste e decepcionada, desocupando o lugar de "um dos melhores" professores que tive na graduação.


Leia isso, antes de de qualquer coisa!

Por MARIA,L.P.

Nenhum comentário:

Postar um comentário