quarta-feira, 25 de junho de 2014

Por que a Copa me perturba- Parte I

Episódio 1: 

Estou em uma roda de samba em um bar que frequento. Um cara oferece cerveja. Já que está sozinho, aceito e minhas amigas também.
Logo, ele diz:
- Eu acho isto tudo impressionante, eu amo a Copa.
Respondo:
- Nisso concordo contigo, isto realmente é impressionante.
- Tu começa uma conversa dizendo que concorda em parte?
- Tu começou dizendo que ama a Copa,eu não . Mas amo roda de samba. (risos)
Ai, ele me tira pra dançar....
- To encantado com a tua cidade. Mais bonita que Porto Alegre, só o Rio mesmo. A vida noturna aqui e ótima.
- Porto Alegre é ótima mesmo, mas acontece que a vida noturna acabou sendo boicotada por causa do poder público. Mas nós já tivemos na vida noturna bem intensa, há pelo menos dois anos atrás até que o governo municipal fechou bares a locais de festas e espaços de manifestações públicas culturais. Na realidade, nós só temos isso por causa de vocês turistas assim vocês forem embora, vai retornar como era. Claro que a copa têm sido ótima por um lado, mas por outro, nós estamos aproveitando algumas coisas que nos foram cortados há algum tempo. Nós vamos aproveitar junto com vocês, mas acabando a Copa, acabou Cidade Baixa, acabou Lapa, acabou alegria
- Tu é da política?
- (risos) Tá na minha cara que eu sou militante?
- Eu sou do PCdoB de São Paulo, tu é de qual partido?
- Eu sou professora e milito em um partido. Mas não preciso ter uma opção militante para ter uma opinião. Eu sou do PSOL, mas se tu conversar com qualquer frequentador de bar da Cidade Baixa, tu vai ter uma percepção muito parecida em relação a vida noturna daqui.
A simpatia misteriosamente vira desaprovação:
- É por isso vocês não conseguem dialogar com as massas vocês são muito radicais!
- Radical? Eu só tô conversando contigo.
- Vocês são uns radicais. Não dá pra dizer "eu gosto da Copa, mas..." e fazer a crítica?
- Eu não disse que odeio quem gosta da Copa. Só disse que não defendo a Copa. Se isso é ser radical, então eu sou.
-  Vocês do PSOL são muito radicais, nunca vão conseguir nada.

Comprimento o cara e paro de dançar.
Não quer ouvir minha opinião, não pergunte, não fale comigo.
Sim, a Copa me perturba.


Por MARIA, L.P.

Nenhum comentário:

Postar um comentário