terça-feira, 12 de fevereiro de 2013

O problema não é ver machismo em tudo. O problema é não ver.


Um cara legal, bonito e inteligente.

Mas era machista.

Conhecia todas as músicas, agradava a todos que estavam por perto.

Mas fazia comentários preconceituosos.

Bem humorado, uma companhia engraçada e agradável.

Mas fazia piadas homofóbicas.

Gentil, disponível e cavalheiro.

Mas era autoritário.

Ele era uma pessoa legal.

Mas não valia a pena discutir pois quando uma pessoa se reconhece preconceituosa, machista e homofóbica, e acha que têm a razão, não vamos mudar sua opinião. Mas ele tem que saber como está errada, e como este erro faz mal a toda a sociedade.

Moral da história: às vezes conhecemos pessoas legais por ai, entretanto quando temos a oportunidade de conviver com algumas delas, podemos perceber quem realmente merece nosso respeito e consideração.
  
O problema não é ver machismo em tudo. O problema é não ver.

Feminismo sem demagogia


Esse post é baseado em fatos reais.

Por MARIA, L.P.

2 comentários:

  1. Adorei.

    Descreveu perfeitamente alguém que conheci alguns meses atrás. Dureza. Porque tudo aquilo que tinha de bom e que tanta gente busca, acabava se apagando... pelas piadinhas, pelas brincadeiras, pelos comentários desnecessários que comprovavam o quanto ele não compreendia as coisas.

    Triste, mas real.

    (tô aqui me coçando pra não copiar e colar e mandar isso agora mesmo a ele e a todos que se encaixam nessa descrição...)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Paty,

      Não foi a primeira vez que me deparei com alguém assim, mas como fiquei próxima dessa pessoa por alguns dias, escrever isso foi incontrolável.
      Quase enviei também como "homenagem", mas me contive.

      Triste mesmo, que não foi a primeira vez que me deparei com alguém assim, não foi a última... e com certeza, pra vc também não vai ser.

      Abraço!

      Excluir