sexta-feira, 7 de janeiro de 2011

Mártires





Uma sutil lembrança aos bandidos sujos e hipócritas: nossos deputados.

Por MARIA,L.P.

2 comentários:

  1. Navegando pela internet, tive a oportunidade de cair no seu blog. Concordo contigo, o descaso com a saúde pública é um absurdo. Mais absurdo do que isso é existirem pessoas que sabem que funciona desse jeito e acreditam que usar um blog poderá resolver alguma coisa.

    Tu deverias era ter vergonha de ter feito escândalo num pronto-socorro, onde os médicos e enfermeiros trabalham além do que deveriam, em péssimas condições. Deveria ter vergonha de reclamar da mulher que surtava ao lado de tua mãe e fizeste o mesmo para conseguir a remoção.

    Que tal ao invés de perder tempo com baboseiras na internet procurar alguma forma de ganhar dinheiro e pagar um convênio médico? Reclamar é fácil, e jogar a responsabilidade no governo também.

    ResponderExcluir
  2. Olá Tatiana, tudo bem!
    Fico feliz que mais pessoas tem acessado ao blog, e o objetivo é exatamente esse.
    Temos pontos nos quais concordamos.
    Concordo que todos nós temos consciência do atual estado no qual se encontra a saúde pública. E escrevi o texto, sobretudo por ter passado por uma situação complicada nesse sentido.
    Acontece que eu me cansei de ficar calada, procurando ajeitar as coisas ao meu jeito. Saúde, educação, moradia (por exemplo) são direitos básicos de todo o cidadão, e não apenas para os privilegiados que podem pagar. Há muito tempo pago pela minha educação, e isso não permite que eu oportunize muitas coisas a minha família, sendo que eu sei que 'por direito' não deveria pagar. Afinal, é um direito! O problema, é que a maioria das pessoas caem no conformismo de que as coisas são assim mesmo, e não é necessariamente assim. Não pra mim.
    Acho que é minha obrigação denunciar e procurar algum jeito de fazer as coisas acontecerem. Acho também que existem amenidades suficientes na internet.
    Não penso em apenas jogar 'a culpa' em um e outro. Mas mostrar algumas origens do problema, são apenas um começo.
    Minhas 'baboseiras' não são só minhas, e tenha certeza que a minha parte eu estou fazendo, não só na internet, mas no mundo real.
    Contudo, obrigada pela manifestação. Jamais esperei ouvir de todo mundo as mesmas palavras. Concordando ou descordando, tanto faz. Omissão é o que me incomoda.


    Afinal, como disse Belchior "Amar e mudar as coisas, me interessa mais"

    ResponderExcluir