quarta-feira, 8 de dezembro de 2010

Loucura, um elogio

Minhas insanidades, por vezes, parecem não mais caber em mim.

Enlouqueço a cada dia que passa - ou pior, a loucura se afasta de mim, abrindo um profundo e lamentável espaço triste para a realidade.

Odeio a realidade.
O mundo real é chato, triste e feio. O mundo real entorpece e aliena.

Suplico... se alguém estiver ouvindo este lamento, que permita que eu permaneça na minha doce loucura.



A loucura é o que há de melhor em mim.
A loucura é o que há de melhor em todos nós.




A loucura, definitivamente, é o que há de melhor!

Por MARIA, L.P.

Nenhum comentário:

Postar um comentário