segunda-feira, 25 de outubro de 2010

(im) Previsões

Gosto do imprevisível.
É facinante quando as coisas acontecem e não estamos esperando.
Sempre tive (e ainda tenho) o hábito de manter as coisas sob controle. É também muito cômodo além das coisas, ter as pessoas sobre o nosso controle. É bom, eu reconheço.
Mas muito melhor, é quando as coisas fogem do controle, e tomam outros rumos. Naturalmente, quando as coisas fogem do planejado, que o conflito se torne presente... mas até o conflito pode ser muito positivo, quando aprendemos com ele.

Mudar, ser diferente, aprender diferente.
É profundamente instigante ver as coisas mudando, tomando novos rumos.

Agora, o importante é me deixar conduzir, como na dança. Mesmo que eu insista, não sou em que conduz essa dança... é preciso ouvir a música e deixar fluir.

A vida é aquilo que passa, enquanto planejamos.

Por MARIA, L.P.

Um comentário:

  1. É verdade!
    A vida é uma dança desconhecida. Um Jazz, de orquesta, cheio de improvisos.

    ResponderExcluir